Evaluation of the use of laboratory tests in primary care

Adriana P. Valle; Paulo José F. Villas Boas; Wanice W. Bicudo; Alessandro F. Jacinto
J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(3):178-181
DOI: 10.5935/1676-2444.20160030

ABSTRACT

INTRODUCTION: The evaluation of the use of laboratory tests in primary care can improve the quality of care provided to the population.
OBJECTIVE: To evaluate the laboratory tests in primary health care.
METHODS: Tutorial groups were set to evaluate the reports of laboratory tests requested at 15 basic health units in the city of Botucatu during a 12-month period. The obtained information was evaluated as to the amount of tests requested per medical consultation and the proportions of tests with abnormal results.
RESULTS: The rate of laboratory tests requested in medical consultations is far above the recommended by the Ministry of Health, allowing us to infer that there are many unnecessary requests. The test that more often showed abnormal results was glycated hemoglobin, what indicates a possible inadequate management of diabetic patients.
CONCLUSION: Knowing and monitoring laboratory attention enables health unit managers to enhance effectiveness and rational use of the scarce available resources.

Keywords: laboratory test; primary health care.

RESUMO

INTRODUÇÃO: A avaliação da utilização dos exames laboratoriais na atenção primária pode melhorar a qualidade do atendimento prestado à população.
OBJETIVO: Avaliar a utilização de exames laboratoriais pelas unidades de atenção primária à saúde de Botucatu, São Paulo, Brasil.
MÉTODOS: Foram realizados grupos tutoriais para avaliação dos laudos de exames laboratoriais solicitados por 15 unidades básicas de saúde do município de Botucatu, no período de 12 meses. As informações obtidas foram avaliadas quanto a quantidade de exames solicitados por consulta médica e proporções de exames com resultado anormal.
RESULTADOS: A taxa de solicitação de exames laboratoriais nas consultas médicas encontra-se acima das recomendações do Ministério da Saúde, permitindo inferir que há muitas solicitações desnecessárias. O exame que se apresentou anormal com maior frequência foi hemoglobina glicada, indicando um possível controle inadequado dos pacientes diabéticos.
CONCLUSÃO: Conhecer e monitorar a atenção laboratorial possibilita aos gestores de unidades de saúde maior efetividade e uso racional dos escassos recursos disponíveis.

Palavras-chave: investigação laboratorial; atenção primária à saúde.