Metrological traceability in clinical laboratory

Myriam S. Feitosa; Daniel Henrique Bücker; Silvana Maria E. Santos; Leonardo S. Vasconcellos
J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(3):149-156
Maria Cristina F. Pessoa; Orlando C. Ferreira Jr.
J. Bras. Patol. Med. Lab. 2016;52(3):157-164
DOI: 10.5935/1676-2444.20160028

ABSTRACT

INTRODUCTION: Metrological traceability is a little-known and little-discussed metrology theme in clinical laboratories, although it is the basis for comparable results. It is associated with certified reference material (CRM) and reference method (RMet). When it is used in the supply chain by diagnostic kit manufacturers, it ensures accuracy of the results yielded by laboratories.
OBJECTIVE: This study shows the availability of information on metrological traceability provided by diagnostic kit manufacturers.
METHOD: It was done with the information obtained in kits of glucose, urea, creatinine, uric acid and cholesterol participants in a proficiency testing program throughout 2012 and 2013.
RESULTS AND CONCLUSION: In the research, 18 producers of reference materials (RMs) and 204 measurands available for laboratory medicine were found. In the study of metrological traceability, the preferential use of CRM was demonstrated by kit manufacturers (glucose 60%, urea 69%, creatinine 60%, uric acid 50%, and cholesterol 43%). An important factor is that there are a significant number of kits that do not report traceability (glucose 16%, urea 19%, creatinine 16%, uric acid 13%, and cholesterol 5%), although it is a requirement for product registration in Brazil. We hope that this study will contribute to sensitize the laboratory community to the need for a more comprehensive knowledge of this subject, and that it will stimulate institutions involved in the dissemination of knowledge in laboratory medicine to hold discussions on this topic.

Keywords: laboratory chemicals; indicators and reagents.

RESUMO

INTRODUÇÃO: Rastreabilidade metrológica é um tema da metrologia pouco conhecido e discutido nos laboratórios clínicos, apesar de ser a base para resultados comparáveis; associa-se a material de referência certificado (MRC) e a método de referência (MetR). Quando usada na cadeia de suprimentos pelos fabricantes de conjuntos diagnósticos, atua na garantia da exatidão dos resultados produzidos pelos laboratórios.
OBJETIVO: Apresentar a disponibilidade das informações sobre rastreabilidade metrológica fornecidas pelos fabricantes de conjuntos diagnósticos.
MÉTODO: O estudo foi feito com as informações obtidas nos conjuntos diagnóstico de glicose (GLI), ureia (URE), creatinina (CRE), ácido úrico (AU) e colesterol (COL) participantes de um programa de ensaio de proficiência ao longo de 2012 e 2013.
RESULTADOS E CONCLUSÃO: Na pesquisa sobre produtores de materiais de referência (MRs) e de produtos disponibilizados, foram encontrados 18 produtores e 204 analitos para a área de laboratórios clínicos. No estudo sobre rastreabilidade metrológica, foi demonstrado o uso preferencial de MRC pelos fabricantes de conjuntos diagnósticos (GLI 60%; URE 69%; CRE 60%, AU 50% e COL 43%), bem como o dado importante de que há um número expressivo de conjuntos diagnósticos que não informa rastreabilidade (GLI 16%; URE 19%; CRE 16%, AU 13% e COL 5%), embora ela seja requisito em norma nacional que regulamenta o registro de produtos. Esperamos que este estudo contribua para sensibilizar a comunidade laboratorial da necessidade de conhecimento mais abrangente acerca deste assunto e que estimule as instituições relacionadas com a disseminação de conhecimento na área de laboratório clínico a promover discussões sobre o tema.

Palavras-chave: reagentes de laboratório; bioquímica.