Clinical-pathological aspects of oral lymphoepithelial cyst: case report

Lourival C. O. N. Rocha; Gabriel G. Silva; Mariana C. Xerez; Caio César S. Barros; Juliana C. Pinheiro; Laudenice L. Pereira; Antônio L. L. Costa
J. Bras. Patol. Med. Lab. 2020;56(1):1-4
DOI: 10.5935/1676-2444.20200026

ABSTRACT

O cisto linfoepitelial oral (CLEO) é uma lesão incomum, cuja patogênese ainda é pouco elucidada. O objetivo deste estudo é relatar um caso de CLEO. Paciente do sexo feminino, leucoderma, 62 anos, apresentou aumento de volume nodular assintomático de consistência amolecida, em borda lateral da língua. Sob a hipótese clínica de hiperplasia de tecido linfoide, biópsia excisional foi realizada. O exame histopatológico revelou cavidade patológica revestida por epitélio e uma cápsula cística de tecido conjuntivo, contendo tecido linfoide. O diagnóstico de CLEO foi estabelecido. A paciente não apresentou sinais de recidiva após a remoção cirúrgica da lesão.

Keywords: tecido linfoide; diagnóstico bucal; cistos.

RESUMEN

El quiste linfoepitelial (QLE) oral es una lesión infrecuente, cuya patogénesis es aún poco conocida. El objetivo del presente estudio es reportar un caso de QLE oral. Mujer blanca de 62 años presentó un crecimiento nodular asintomático de consistencia blanda, en borde lateral de la lengua. Bajo la hipótesis clínica de hiperplasia del tejido linfoide, se realizó una biopsia excisional. El examen histopatológico reveló cavidad patológica revestida de epitelio y una cápsula quística de tejido conectivo, conteniendo tejido linfoide. Se estableció el diagnóstico de QLE oral. La paciente no ha presentado recidiva tras extirpación quirúrgica de la lesión.

Palabras-clave: tejido linfoide; diagnóstico bucal; quistes.

RESUMO

O cisto linfoepitelial oral (CLEO) é uma lesão incomum, cuja patogênese ainda é pouco elucidada. O objetivo deste estudo é relatar um caso de CLEO. Paciente do sexo feminino, leucoderma, 62 anos, apresentou aumento de volume nodular assintomático de consistência amolecida, em borda lateral da língua. Sob a hipótese clínica de hiperplasia de tecido linfoide, biópsia excisional foi realizada. O exame histopatológico revelou cavidade patológica revestida por epitélio e uma cápsula cística de tecido conjuntivo, contendo tecido linfoide. O diagnóstico de CLEO foi estabelecido. A paciente não apresentou sinais de recidiva após a remoção cirúrgica da lesão.

Palavras-chave: tecido linfoide; diagnóstico bucal; cistos.