Effect of multiple freeze-thaw cycles on the stability of positive anti-treponemal serum samples

Marcia Jorge Castejon; Rosemeire Yamashiro; Camila C. Oliveira; Elaine L. Oliveira; Edilene P. R. Silveira; Carmem Aparecida F. Oliveira
J. Bras. Patol. Med. Lab. 2017;53(4):246-251
DOI; 10.5935/1676-2444.20170038

ABSTRACT

INTRODUCTION: Biological samples have long been used in multiple laboratory investigations, and this procedure has been an issue of concern, as the samples are submitted to repeated freeze-thaw cycles, which may affect the results of a particular immunodiagnostic assay, due to the occurrence of physical damage to the antibody of interest.
OBJECTIVE: This study aimed at investigating the impact of successive freeze-thaw cycles on the stability of serum samples stored at -20ºC regarding the reactivity of anti-treponemal antibodies.
METHODS: At the Immunology Center-Instituto Adolfo Lutz (IAL), the analyzed serum samples analyzed were prepared and established as reference material for anti-treponemal immunodiagnostic assays. Sera stability was evaluated by chemiluminescence assay in samples submitted to 25 successive freeze-thaw cycles, ranging from 6 to 174 cycles.
RESULTS: Neither statistically significant effect on the reactivity of anti-treponemal antibodies (p-value > 0.05), nor adverse effect were observed in weakly reactive samples, such as the occurrence of false-negative results.
CONCLUSION: It was shown that 174 freeze-thaw cycles of anti-treponemal sera did not affect the stability and the quality of samples, when evaluated by chemiluminescence assay.

Keywords: serum; antibodies; Treponema pallidum; quality control; reactivity-stability

RESUMO

INTRODUÇÃO: As amostras biológicas têm sido utilizadas em múltiplas investigações por um longo período de tempo, e existe a preocupação a respeito dos seus repetidos ciclos de congelamento e descongelamento que podem afetar os resultados de determinado ensaio imunodiagnóstico pela ocorrência de dano físico do anticorpo de interesse.
OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi investigar o impacto dos sucessivos ciclos de congelamento e descongelamento na estabilidade das amostras de soro armazenadas a -20ºC quanto à reatividade de anticorpos antitreponêmicos.
MÉTODOS: No Centro de Imunologia do Instituto Adolfo Lutz (IAL), as amostras de soro analisadas foram preparadas e estabelecidas como material de referência de teste imunodiagnóstico antitreponêmico. A estabilidade dos soros foi avaliada por meio de ensaio de quimioluminescência, em amostras submetidas a 25 sucessivos ciclos de congelamento e descongelamento, que variaram de 6 a 174 ciclos.
RESULTADOS: Não houve efeito estatisticamente significante na reatividade dos anticorpos antitreponêmicos (valor de p > 0,05), e nenhum efeito adverso foi observado nas amostras fracamente reagentes, como a ocorrência de resultados falso negativos.
CONCLUSÃO: Foi demonstrado que os 174 ciclos de congelamento e descongelamento dos soros antitreponêmicos não afetaram a estabilidade e a qualidade das amostras, quando avaliados por meio do ensaio de quimioluminescência.

Palavras-chave: soro; anticorpos; Treponema pallidum; controle de qualidade; reatividade-estabilidade.