Idiomas

  • ISSN (online): 1678-4774
  • ISSN (printed): 1676-2444

Artigos do Autor

1 resultado(s) para: Cristina Maria B. Santos

Detecção e genotipagem do HPV em mulheres com citologia indeterminada e lesão intraepitelial escamosa de baixo grau

Francisca A. Queiroz; Danielle A. P. Rocha; Roberto Alexandre A. B. Filho; Cristina Maria B. Santos

J. Bras. Patol. Med. Lab. 2015;51(3):166-172

RESUMO

INTRODUÇÃO: O papilomavírus humano (HPV) é o principal fator de risco relacionado com câncer cervical. A identificação precoce de tipos de HPV de alto risco em cérvice normal ou com lesões precursoras pode auxiliar a prevenir que essas lesões progridam para neoplasias malignas.
OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo detectar e genotipar o HPV em mulheres com resultado citológico de lesão intraepitelial escamosa de baixo grau (LSIL) e células escamosas atípicas de significado indeterminado (ASC-US).
MÉTODOS: Mulheres diagnosticadas com LSIL e ASC-US foram selecionadas a partir do arquivo de exames do Laboratório de Citologia da Fundação Alfredo da Matta (FUAM), em Manaus (AM), no período de janeiro de 2009 a julho de 2011, para reavaliação citológica, detecção molecular e genotipagem do HPV. A detecção molecular foi realizada pela técnica de nested reação em cadeia da polimerase (PCR); a genotipagem, por sequenciamento automático do ácido desoxirribonucleico (DNA).
RESULTADOS: Das 100 pacientes selecionadas, 70% (70/100) participaram do estudo, sendo que inicialmente 34 delas tinham resultado citológico de ASC-US e 36 de LSIL. Após reavaliação citológica, oito (11,4%) apresentaram citologia normal; 33 (47,2%), citologia inflamatória; 22 (31,4%), ASC-US; seis (8,6%), LSIL e uma (1,4%), lesão intraepitelial de alto grau (HSIL). O HPV foi detectado em 28,6% (20/70) das amostras examinadas. Das 20 pacientes HPV positivas, uma apresentou citologia normal; seis apresentaram citologia inflamatória; 10 exibiram ASC-US; duas, LSIL e uma, HSIL. Foram identificados os tipos de HPV 6, 16, 58, 61, 70, 83, 84 e 85, sendo o HPV 58 o mais prevalente.
CONCLUSÃO: A presença de HPV de alto risco em mulheres com lesões cervicais antigas, tendo elas evoluído ou não, mostra a necessidade de maior acompanhamento e vigilância dessas pacientes.

Palavras-chave: citologia cervical; HPV; PCR.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The human papillomavirus (HPV) is the main risk factor related to cervical cancer, the third most frequent type of cancer in Brazilian women. Early identification of high-risk HPV types in the normal cervix, or cervix with premalignant lesions may help prevent the progression of these lesions to cancer.
OBJECTIVE: This study aimed to detect and genotype HPV in women with low-grade intraepithelial lesion (LSIL) and atypical squamous cells of undetermined significance (ASC-US).
METHODS: Patients were selected from files of the cytology laboratory of Fundação Alfredo da Mata (FUAM), between January 2009 and July 2011, for cytological reassessment and HPV molecular detection with genotyping.
RESULTS: Out of the100 eligible patients, 70% (70/100) participated in the study; initially, 34 of them had ASC-US and 36 had LSIL. After cytological reassessment, eight (11.4%) patients showed normal cytology; 33 (47.2%), inflammatory lesions; 22 (31.4%), ASCUS; six (8.6%), LSIL; and one (1.4%), high-grade squamous intraepithelial lesions (HSIL). HPV was detected in 28.6% (20/70) of the samples. Out of the 20 HPV-positive patients, one had normal cytology, six showed inflammatory cytology, 10 showed ASCUS, two had LSIL and one, HSIL. After genotyping, the HPV types identified were: 6, 16, 58, 61, 70, 83, 84 and 85. The most prevalent HPV type was the 58.}
CONCLUSION: The presence of high-risk HPV in women with old cervical lesions, whether they have evolved or not, indicates the need to improve patient monitoring and surveillance.

Palavras-chave: citologia cervical; HPV; PCR.

 

Indexadores